Minimalismo: seria a cura para o paradoxo da escolha?

Nós, como seres humanos, tivemos um processo evolutivo de centenas de milhares de anos.

 

A época que o ser humano mais viveu e que mais marcou nossos genes foi a época dos caçadores-coletores, antes da revolução agrícola.

 

Nesta época, o homem não era o topo da cadeia alimentar.

 

Era somente mais uma espécie animal sobrevivendo entre outras, disputando alimentos com predadores maiores.

 

Nosso #cérebro era programado para gastar energia com o mínimo necessário, pois a qualquer momento poderíamos precisar de máxima concentração e energia para ter sucesso em uma caça, ou correr de um predador para sobreviver.

 

Com isso, ficamos acostumados a evitar duas coisas: #Estresse e Esforço.

 

Muitas vezes percebemos que o número de opções não parece nos deixar mais felizes.

 

Como #BarrySchwartz observa em seu famoso TED Talk “ O #ParadoxodaEscolha ”, ter muitas opções aumenta a carga cognitiva com a qual temos que lidar.

 

A paralisia da decisão significa que o grande número de opções pode retardar o processo de escolha e, assim, tornar a experiência mais difícil para o #cliente.

 

Cada vez mais, as pessoas estão ficando saturadas de tudo e de tanto. Os excessos estão preenchendo todos os instantes das nossas vidas. Não sobra espaço vazio para o questionamento, para a contemplação da Natureza, para enxergarmos o outro…

 

Dentro das casas e das cabeças, estamos acumulando coisas.

 

O #minimalismo, vem sendo uma solução para alguns estilos de vida e de forma de pensar.

 

A palavra “minimalismo” surgiu de movimentos artísticos do século 20 que seguiam como preceito o uso de poucos elementos visuais, e, aos poucos, foi migrando para o campo do social.

 

Sua empresa deve estar atenta e preparada para essas mudanças de #hábitos de consumo.

 

O que resta é você investir mais na qualidade dos seus produtos. Quem compra menos, vai querer comprar melhor para que o produto dure mais, certo? Uma opção é #vender produtos com maior valor agregado, melhores materiais, em menor escala.

 

Fonte: MKT IBN. Neuromarketing.la. O Leme do Marketing e matéria “o prazer do desapego” publicada na BBC Brasil.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *