A química da felicidade

Não há uma única área cerebral associada à #felicidade, há várias, e há diferentes níveis de profundidade no próprio #cérebro.

No momento de felicidade os #hormônios chamados de “quarteto da felicidade” entram em ação.

😌 #Endorfina
É liberada no organismo diante das situações de dificuldades, como dor e estresse, com a função de atenuá-los. A endorfina funciona como um tipo de #analgésico.

🤗 #Serotonina
Esse é o #neurotransmissor conhecido por ser responsável por promover sensação de prazer e bem estar. A ausência de serotonina no cérebro pode causar desconfortos e até mesmo a depressão. Por isso, vários antidepressivos auxiliam na captação de serotonina.

💪 #Dopamina
A dopamina é o neurotransmissor principal na regulação dos processos motivacionais. E é isso que nos faz agir para alcançar nossos #objetivos.

👩‍👦 #Ocitocina
É conhecida por ser responsável por promover sensação de confiança, auxiliando a criação de laços nos relacionamentos de modo geral. Atualmente, a neurociência comprovou que quando reunidas em grupo de amizade, as pessoas produzem uma quantidade maior de ocitocina, neurotransmissor que é ainda produzido no parto, na amamentação (relação mãe e bebê).

A felicidade não é simplesmente uma sucessão interminável de sensações prazerosas.

🤔 Isso mais parece uma receita para a exaustão.

A felicidade está mais para uma forma ideal de ser que resultado do cultivo de muitas qualidades fundamentais, como #altruísmo, #compaixão, liberdade interior, #resiliência, equilíbrio emocional, paz interior, #generosidade…

Diferente do #prazer, toda as qualidades são habilidade que podem ser cultivadas por meio da prática e do treinamento da nossa forma de ver e pensar, que podem alterar o comportamento.

😀 Conta pra gente, qual foi o momento mais feliz da sua vida?

Com certeza, foi um momento de muita emoção e por isso, ficou tão fortemente marcado em sua memória.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.