O impacto negativo do açúcar no cérebro

👉 O cérebro usa mais energia do que qualquer outro órgão do corpo humano e a #glicose é sua principal fonte de combustível. Mas o que acontece quando o #cérebro é exposto a uma quantidade excessiva de #açúcares na dieta padrão? Mais definitivamente não é melhor.

No cérebro, o excesso de #açúcar prejudica nossas habilidades cognitivas e nosso #autocontrole. Para muitas pessoas, comer um pouco de açúcar estimula o desejo por mais. O açúcar tem efeitos semelhantes aos de uma droga no centro de recompensa do cérebro. Os cientistas propuseram que os alimentos doces – junto com os alimentos salgados e gordurosos – podem produzir efeitos semelhantes aos da dependência no cérebro humano, levando à perda de autocontrole, comendo demais e subsequente ganho de peso.

Nos primeiros humanos, esse estímulo ajudou a levá-los a alimentos ricos em #calorias, o que auxiliou na sobrevivência quando a comida era escassa. Mas agora esse impulso primitivo contribui para nossas epidemias de obesidade e #diabetes. As características comportamentais e neuro bioquímicas do abuso de substâncias e da alimentação excessiva são bastante semelhantes, e a ideia de dependência alimentar está ganhando terreno entre os cientistas.

👉 Em humanos, descobriu-se que os alimentos com alto índice glicêmico ativam regiões do cérebro associadas à resposta de recompensa e provocam uma sensação mais intensa de fome em comparação com os alimentos com baixo índice glicêmico. Os alimentos que causam um maior aumento da glicose no sangue produzem um maior impulso viciante no cérebro.

Em todo o corpo, o excesso de açúcar é prejudicial. Mesmo um único caso de glicose elevada na corrente sanguínea pode ser prejudicial ao cérebro, resultando em função cognitiva retardada e déficits de memória e atenção.

😣 O açúcar também afeta o humor. Em jovens saudáveis, a capacidade de processar as emoções é comprometida com o aumento da glicose no sangue, de acordo com um estudo de imagem cerebral.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *